O ano de 2020 está sendo marcado pela pandemia de Covid-19. A doença, causada por um novo tipo de coronavírus de origem ainda desconhecida, se disseminou primeiramente na China, em fins de 2019, mas já no primeiro trimestre de 2020 havia se disseminado por praticamente todos os países do mundo. A elevada taxa de transmissibilidade do vírus fez com que o número de infectados necessitando de atenção hospitalar escalasse muito rapidamente em diversas localidades, como a Lombardia, na Itália, e Nova Iorque, nos Estados Unidos. No intuito de desacelerar o ritmo de propagação da doença e assim evitar o colapso de seus sistemas de saúde, governos nacionais e subnacionais ao redor do mundo lançaram mão de medidas de isolamento social, com variados graus de restrição. Fronteiras foram temporariamente fechadas. Países ricos, que há muito tempo desconheciam o que é dificuldade de importar, defrontaram-se com grandes dificuldades de importação de insumos hospitalares, cuja produção mundial está hoje bastante concentrada na Ásia, especialmente na China. Estatísticas já divulgadas indicam que a pandemia, assim como as medidas restritivas adotadas em resposta, impactou fortemente as economias nacionais, com reflexos igualmente severos sobre as transações internacionais. Esta edição do Boletim de Economia e Política Internacional tem como objetivo lançar luzes sobre os efeitos temporários e duradouros da pandemia sobre a economia e a política internacional. Em especial:

– Efeitos sobre o comércio internacional
– Efeitos sobre negociações comerciais internacionais
– Efeitos sobre as cadeias internacionais de suprimentos
– Efeitos sobre o turismo internacional
– Efeitos sobre políticas econômicas domésticas dos países afetados, em especial sobre política industrial
– Efeitos sobre as decisões locacionais de investimento das empresas multinacionais
– Efeitos sobre as finanças externas de países em desenvolvimento
– Efeitos sobre os projetos transnacionais de integração de infraestrutura
– Efeitos sobre o sistema financeiro internacional
– Efeitos sobre a cooperação internacional para o desenvolvimento
– Efeitos sobre percepção internacional dos países, incluindo soft power
– Efeitos sobre políticas de imigração e xenofobia
– Efeitos sobre a governança internacional, em especial sobre o financiamento de agências como a Organização Mundial da Saúde (OMS)
– Efeitos sobre a percepção doméstica, nos diversos países atingidos pela pandemia, das agências do sistema de governança internacional, em especial a OMS.

Prazo para a submissão de artigos: até 31 de julho de 2020. Os artigos submetidos serão revisados em um prazo de até dez dias úteis. IMPORTANTE: os artigos serão disponibilizados no site do Ipea assim que aprovados.
Os artigos devem ser enviados para bepi@ipea.gov.br.
Os textos devem ter até 20 páginas em espaçamento 1,5 e fonte Times New Roman 12.

Anúncios